suas instituições
Domingo, 26 de Fevereiro de 2006
O Folclore em Vila Meã

image023.jpg

GRUPO FOLCLÓRICO DE SANTA CRUZ -VILA MEÃ

HISTORIAL

O Grupo Folclórico de Santa Cruz - Vila Meã, foi fundado em 19 de Novembro de 1977, apresentando-se pela primeira vez em público em 30 de Abril de1978. Pretendeu-se, com esta iniciativa, perpetuar a cultura da região de Vila Meã através das danças e cantares, dos usos e dos costumes do que foi o concelho de Santa Cruz de Riba Tâmega que aqui tinha a sua sede.

Santa Cruz de Riba-Tâmega (hoje Vila Meã) era um concelho próspero extinto, por razões políticas, em 1855, que, no momento da sua extinção, ocupava o sexto lugar na classificação económica do distrito do Porto.

- Terra dos pintores Amadeo de Souza Cardozo e Acácio Lino;

- Onde António Nobre passou grande parte da sua curta vida e onde veio a escrever, na sua Casa do Seixo, uma significativa parte do "Só";

- Onde nasceu Agustina Bessa Luís, mesmo junto ao Pelourinho;

e, ainda,  onde o Zé do Telhado, famoso salteador do século XIX, reunia o seu quartel-general: esta terra não podia esbanjar um enorme leque de testemunhos culturais, bem patentes nas terras que fizeram parte do concelho.

Salvaguardando o respeito devido ao folclore, o fundador seguiu o caminho do rigor e da seriedade na recolha dos testemunhos em que havia de assentar os pilares do seu grupo, após o que escolheu o nome de modo a caracterizar a região que se pretendia representar.

O Grupo Folclórico de Santa Cruz - Vila Meã é filiado na Federação do Folclore Português. Para além de percorrer o país de norte a sul em festivais, festas e romarias, destacam-se as actuações em Alcoutim, Castro Marim, Portimão, Lagos e Praia da Rocha num Festival Nacional do Algarve transmitido pela RTP. Além fronteiras, teve actuações de mérito nos festivais das festas de Vila Marin, Celta de Vigo e Internacional da FITUR, em Madrid. Em França, fez várias actuações para os emigrantes portugueses: - em 1984 actuou em Pau, Mérignac, Orthez; - em 1985, em Bordéus e La Rochelle; - em 1986, no Festival de Chateauneuf; - e, em 2006, nas Festas de S. João, em Orleans. Na Alemanha, representou o folclore do concelho de Amarante, na geminação com esta cidade e a de Wiesloch, em Setembro de 2004. Anualmente, organiza o seu próprio festival, invariavelmente desde a sua fundação.

Trajes e Tradições do Folclore em Vila Meã

     

  

    

 

Torcato Bessa



publicado por RC às 22:57
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Torcato Bessa a 8 de Fevereiro de 2007 às 01:30








GRUPO FOLCLÓRICO DE SANTA CRUZ –VILA MEÃ

HISTORIAL

O Grupo Folclórico de Santa Cruz – Vila Meã, foi fundado em 19 de Novembro de 1977, apresentando-se pela primeira vez em público em 30 de Abril de1978.
Pretendeu-se, com esta iniciativa, perpetuar a cultura da região de Vila Meã através das danças e cantares, dos usos e dos costumes do que foi o concelho de Santa Cruz de Riba Tâmega que aqui tinha a sua sede.
Santa Cruz de Riba-Tâmega (hoje Vila Meã) era um concelho próspero extinto, por razões políticas, em 1855, que, no momento da sua extinção, ocupava o sexto lugar na classificação económica do distrito do Porto.
- Terra dos pintores Amadeo de Souza Cardozo e Acácio Lino;
- Onde António Nobre passou grande parte da sua curta vida e onde veio a escrever, na sua Casa do Seixo, uma significativa parte do “Só”;
- Onde nasceu Agustina Bessa Luís, mesmo junto ao Pelourinho;
e, ainda,
- Onde o Zé do Telhado, famoso salteador do século XIX, reunia o seu quartel-general:

esta terra não podia esbanjar um enorme leque de testemunhos culturais, bem patentes nas terras que fizeram parte do concelho.
Salvaguardando o respeito devido ao folclore, o fundador seguiu o caminho do rigor e da seriedade na recolha dos testemunhos em que havia de assentar os pilares do seu grupo, após o que escolheu o nome de modo a caracterizar a região que se pretendia representar.

O Grupo Folclórico de Santa Cruz – Vila Meã é filiado na Federação do Folclore Português.

Para além de percorrer o país de norte a sul em festivais, festas e romarias, destacam-se as actuações em Alcoutim, Castro Marim, Portimão, Lagos e Praia da Rocha num Festival Nacional do Algarve transmitido pela RTP.
Além fronteiras, teve actuações de mérito nos festivais das festas de Vila Marin, Celta de Vigo e Internacional da FITUR, em Madrid.
Em França, fez várias actuações para os emigrantes portugueses:
- em 1984 actuou em Pau, Mérignac, Orthez;
- em 1985, em Bordéus e La Rochelle;
- em 1986, no Festival de Chateauneuf;
- e, em 2006, nas Festas de S. João, em Orleans.
Na Alemanha, representou o folclore do concelho de Amarante, na geminação com esta cidade e a de Wiesloch, em Setembro de 2004.

Anualmente, organiza o seu próprio festival, invariavelmente desde a sua fundação.


De branca coutinho a 30 de Outubro de 2008 às 16:09
Ah ,coisa mais querida! Gracinha...É muito rico e querido cultivar as tradições. Parabéns !


De de Aboim da Nóbrega, a 25 de Janeiro de 2009 às 22:39
Olá amigos, gosto muito de Ranchos folclóricos e neste momento estou a fazer um levantamentos dos que temos por esse mundo fora. Constou-me que existe em Lausnne, na Suiça um cujo director é o propriétário de um estabelecimento, o Café Vila Meã e o rancho também tem no nome Vila Meã, em Lausanne, Suíça. Se tiverem os contactos, telefone ou qualquer outro, agradeço o favor de mo informar para o mail: vieira.antenisat@sapo.pt. Grato pelo vosso favor.
Angtecipadamente grato,
Vieira
http://aboimdanobrega.blogspot.com


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

O Pelourinho

Associação Cívica Para a ...

O Folclore em Vila Meã

O Folclore em Vila Meã

O novo Brasão de Vila Meã

Clube de Caça e Pesca de ...

Atlético Clube de Vila Me...

Associação Humanitária do...

Externato de Vila Meã

Associação de Beneficênci...

arquivos

Março 2006

Fevereiro 2006

Novembro 2005

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds